Notícias 

Little Richard, um dos pioneiros do rock’n’roll, morre aos 87 anos

Little Richard morreu. Tinha 87 anos. O cantor, compositor e pianista deixa o seu legado artístico nas mãos de várias gerações de músicos que chegam de vários universos musicais para reagir à perda. Em 2020, as homenagens fazem-se, de forma imediata, nas redes sociais.

O autoproclamado “arquiteto do rock n’ roll” assinou hits como ‘Tutti Frutti’, ‘Good Golly Miss Molly’ ou ‘Long Tall Sally’ e a ele deve-se uma das expressões mais famosas do rock n’ roll, “awopbomaloobop, alopbamboom!”. Lembra-se?

Little Richard ou Richard Wayne Penniman foi dos primeiros nomes a figurar no estrelado Rock & Roll Hall of Fame, o que aconteceu em 1986, ao lado de outras estrelas maiores como Chuck Berry, James Brown, Elvis Presley e Buddy Holly.

Há que lhe chame pai do rock n’ roll, há quem diga que é o rei. Certo é que influenciou Buddy Holly, Jerry Lee Lewis e até Elvis Presley. Os Beatles e os Rolling Stones chegaram a servir de bandas de abertura dos espetáculos estonteantes que deu. Mick Jagger inspirou-se nos seus movimentos e no sentido apurado e inovador de espetáculo que tinha. A Paul McCartney deu aulas de canto. A David Bowie deu a vontade de ser músico. Elton John diz que é uma das suas maiores influências.

Little Richard, músico de personalidade exuberante, rebelde e inconformada, foi eleito pela Rolling Stone um dos melhores artistas de todos os tempos.

O veterano Mick Jagger foi um dos muitos músicos que usou as redes sociais para prestar a merecida e sentida homenagem. “Estou tão triste por saber da morte do Little Richard. Foi a minha grande inspiração na adolescência. A música dele continua a ter a mesma energia crua e elétrica que tinha na cena musical dos anos cinquenta. Quando andava em digressão com ele, todas as noites, ficava atento aos movimentos que fazia e à forma como conseguia entreter o público. Foi sempre tão generoso a dar-me conselhos”, em twitter Mick Jagger.

 

Jimmy Page, o histórico guitarrista dos Led Zeppelin, também dedicou umas linhas à memória do músico: “RIP Little Richard. Uma perda muito triste. Os meus pensamentos estão com a família e com as pessoas mais próximas. As canções de Little Richard é que foram as pioneiras do rock n’ roll”.

Little Richard nasceu a 5 de dezembro em Macon, na Geórgia, nos Estados Unidos. Em 1951, assinou o primeiro contrato com a RCA, editora com quem gravou vários álbuns. Cresceu a ouvir gospel, mas inventou novas fórmulas musicais ao aplicar essas influências noutros géneros como, claro, o embrionário rock n’ roll e o blues. As atuações excêntricas agitaram os anos cinquenta e deram-lhe os títulos honrosos.

Vendeu mais de 30 milhões de discos em todo o mundo.